Coluna da Anna

by - sexta-feira, dezembro 18, 2009

Julgamentos

Há duas noites, sonhei com um menino que sempre julguei ser metido. Mas no sonho, além do normal dele, ele também se mostrou engraçado, legal e bondoso. Então ele deve ser assim no real também, porque muitas vezes os sonhos são parte da realidade e durante muito tempo eu o julguei mal. Não, não estou caidinha por ele. Só estou querendo dizer, que muitas vezes costumamos julgar as coisas e as pessoas quando elas não são assim.
Até porque somos muitas coisas e somos mutáveis.
Eu não sou chata ou legal o tempo todo. Tem momentos que eu adoro ficar em silêncio e em outros eu não consigo parar de falar. Somos muito diferentes.
Mas e se você me conhecesse num dia ruim? Num dia que tudo estivesse dando errado e eu estivesse hiper irritada? Você com certeza me julgaria grossa, mesmo que normalmente eu não fosse. Esse é o problema.
Nós temos que julgar as coisas: o certo e o errado, quem são boas companhias e quem não é, o que é saudavel e o que não é, o que é bom para nós e o que não é.
Mas julgar demais ou julgar sem conhecer é muito ruim. Porque? Porque você perde muitas chances. Chance de conhecer uma pessoa legal, de ter um amigo, de tentar entender a pessoa. Porque se você julga uma pessoa como ela sendo uma idiota, automaticamente ela sempre irá estar errada, mesmo quando esta certa.
Porque ninguem gosta de dar o braço a torcer.
Acredite, eu estou escrevendo mais isso pra mim e aproveitando e dando um toque em vocês.
Eu sou ótima (lê-se péssima) julgando. Julgo todos e tudo que conheço. E isso me faz mal. Porque sempre tenho aquela mentalidade mesquinha de "aquele idiota acha que sabe algo". Porque ele definitivamente sabe. Ele definitivamente tem um lado bom.
Ladrões e assassinos, sempre são descriminados. E eu odeio quando ouço: "aquele merecia pena de morte". Obvio que não. Ele cometeu um erro. Outros cometeram muuuuitos erros. Mas eles não devem levar aquilo pro resto da vida. Imagina: você matou uma pessoa. Olha a culpa que você carregaria. Isso já não é ruim? Tudo bem, a cadeia é o "certo" mais a pessoa vai ter que pagar com a mesma moeda? Isso não seria cometer o mesmo erro que ela cometeu ao matar?
Ok, eu sai de uma coisa simples pra uma bem mais complexa, mas aonde eu quero chegar é:
SEMPRE ESTAMOS JULGANDO TUDO E SEMPRE TEMOS ESTEREÓTIPOS.
Mas temos que acabar com isso. Pense nisso, ok? Julgar nem sempre é bom. As vezes é necessário, mas nem sempre é o certo.
Bjs, bom fim de semana,
Anna.

You May Also Like

0 Opiniões sobre