O melhor da culinária francesa!

by - segunda-feira, setembro 21, 2015



A França é referência internacional quando o assunto é boa cozinha. Pudera: tradicionalíssimos na culinária européia, os franceses são pais de alguns dos pratos mais respeitados em todo o mundo. Resistir às tentações dessa cozinha especialíssima chega a quase ser um pecado e eu juro: é impossível. Tudo tão delicioso, bem preparado e apresentado que vale a pena contabilizar mais algumas calorias com as especialidades da culinária local. 

Na realidade, os pratos são inúmeros e a maioria dos restaurantes e pequenos bistrôs franceses oferecem menus simples, com entrada, prato principal e sobremesa por preços interessantes na hora do almoço. Entre tantas especialidades, eleger meus favoritos chega a ser um desafio, mas conhecer as melhores opções dessa cozinha é fundamental na programação da viagem. Vamos lá? 



Entre os pratos principais, o beef bourguignon francês é um clássico copiado em todo o mundo, principalmente no inverno. Trata-se de um ensopado de carne bovina no vinho tinto, delicioso, geralmente acompanhado de batatas e legumes cozidos. Perfeito no frio! Além dele, o croque madame é uma versão evoluída do croque monsieur, bem badalado em todas as estações do ano: combinando pão, queijo e presunto grelhados com um ovo estrelado (madame), é servido acompanhado por uma saladinha e batatas-fritas. Para fechar, peça um vinho rosé: você não vai se arrepender.

Outro clássico francês são os crêpes, e as opções de recheio são tão deliciosas que é quase impossível escolher só uma. Por isso, aproveite: a maioria das creperias oferece um menu fantástico no almoço, que combina um crepe salgado + um crepe doce + uma cidra por 12, 15 ou, no máximo, 18 euros. Vale muito a pena. Mas preste atenção: prefira as tradicionais creperias de Bretagne, onde são servidas as galettes (crêpes au sarrasin), preparadas com essa farinha marrom, maravilhosa e sem glúten, além de super tradicional. O recheio de presunto e queijo é um clássico, mas dá para inovar. De sobremesa, experimente o famoso crêpe suzette (com manteiga e raspas de tangerina) ou delicie-se com com nutella. Uma delícia! (e o crepe de nutella na rua é ainda melhor).

Para os amantes da boa cozinha, o steak tartare é outro prato respeitadíssimo na culinária internacional. Preparado a partir da carne de vaca crua e finamente picada, é misturado ainda com vários condimentos e, na maioria das vezes, uma gema de ovo crua, uma combinação ousada mas muito, muito saborosa. Para acompanhar, saladinha ou batatas fritas (os franceses amam!) - e esse é um dos pratos mais leves e frescos para o verão parisiense.


Mais uma especialidade da culinária francesa, o coelho é muito apreciado principalmente no inverno, hábito que distingue muito dos nossos no Brasil. Pra falar a verdade, não são muito fã - mas acredito que valha a pena experimentar, por curiosidade. No meu caso, preparamos em casa o famoso pasta au lapin francês, que nada mais é do que macarrão com coelho. Bom, mas não repetiria.

Outro hábito francês muito respeitado no verão são as saladas: deliciosas, frescas e que valem por uma refeição, geralmente acompanhadas de queijos e legumes cozidos. Amo! E o restaurante Le Procope, o mais antigo café parisiense, oferece a minha favorita, com berinjela e damascos. Yummi!

Carro-chefe da cozinha francesa, a boulangerie e a pâtisserie do país realmente é fantástica, repleta de doces e pães incríveis, deliciosos e muito bem preparados. Impossível resistir. Renda-se aos mil folhas, aos macarons da Ladurée e do Pierre Hermé, aos cheesecakes (sobremesa norte-americana que os franceses adaptaram muito, muito bem), às inúmeras tortas e aos famosos éclairs, que corresponderiam às nossas "bombas" de chocolate. Só não peça um petit gâteau, com risco de se arrepender. Na realidade, essa sobremesa "afrancesada" é criação nossa, e corresponde a um mero pequeno bolo na França. Se você quiser a calda quente  - e às vezes acompanhamento de sorvete - é melhor escolher o fondant au chocolat - esse sim, uma versão francesa da sobremesa tão querida aqui no Brasil.


Para fechar, existem mais alguns detalhes imperdíveis sobre a culinária desse país: A nutella é uma espécie de paixão nacional, e hoje já disputa com as famosas geleias o posto de acompanhamento preferido no café da manhã. Eles amam! E se for crêpe de nutella, fica a dica: ainda melhor!
Além disso, a pausa para o croissant e o cafézinho é tradicionalíssima na França, e a maioria dos cafés já até oferece pequenos menus com essa combinação à baixos preços. O Paul é a minha boulangerie favorita em Paris, mas isso já é assunto para outro post.

Não deixe de experimentar os defumados franceses, como o próprio salmão: fáceis de achar (em todos os mercados), são perfeitos na salada, quando marinados no limão, ou então nos sanduíches e wraps. Muito bom! E podem ser mais um ingrediente do seu picnic, aliás, outra tradição francesa que vai além do mito e que, realmente, lota os parques, praças e jardins espalhados pelas cidades: compre sua baguette, queijos e vinhos, frutas frescas e chocolate para fechar: isso é tudo o que precisa para um verdadeiro picnic parisiense, delicioso e confortável, à sombra das árvores dos mais belos jardins da cidade. Uma experiência inesquecível e saborosa! Assim como toda viagem à França deve ser.


E vocês, tem mais algumas dicas para compartilhar? Tenho vários restaurantes para indicar e, aos poucos, vou atualizando aqui.

Um beijo,
Jú.

You May Also Like

0 Opiniões sobre