Uma manhã em Montmartre - Parte 2

by - quarta-feira, setembro 23, 2015


Ah, Paris... Olhar essas fotos e escrever esses posts preenche meu coração de saudade e melancolia, mas também é maravilhoso recordar momentos tão inesquecíveis, marcantes e especiais. Tenho certeza que vou levar essa experiência para a vida inteira, e se pudesse recomendar, não hesitaria: façam intercâmbio! É enriquecedor, mágico e muito, muito proveitoso, tanto para a língua quanto para a formação cultural. Se o seu destino for a França, melhor ainda! Sou suspeita, mas esse país é muito, muito incrível.

E Montmarte, como vocês já sabem, é um daqueles cantinhos de Paris repleto de magia e encantamento. Que quartier incrível! Uma delícia caminhar por suas ruas, se perder entre os artistas, visitar os seus museus.. Sem dúvidas, um dos lugares mais animados e divertidos de toda a França. E continuando o post sobre uma manhã no bairro, não poderia deixar de indicar uma creperia super charmosa que deverá ser sua parada obrigatória no almoço por lá. Vamos conferir?




Depois de muita atividade pela manhã (e ladeiras, vale lembrar), enfim é hora do almoço. Montmartre tem várias opções de pequenos cafés e bistrôs que servem o melhor da culinária francesa, e, além disso, é um hábito bem comum por lá piquenicar aos pés da Sacre Coeur. Vale a pena.

Mas, se você procura uma refeição completa, uma boa dica é a Rue des Abbesses, bem na saída do metrô: Por ali, você vai encontrar uma grande variedade de cafés e pequenos restaurantes, além de algumas das melhores boulangeries de Paris. Por outro lado, se você já tiver subido e estiver nas redondezas da Sacre Coeur, faça como eu e se aventure em um dos muitos restaurantes que existem por lá. Almoçamos no Chez ma cuisine, restaurante que à noite se torna cabaret (como muitos no bairro) e que tem um dos maîtres mais simpáticos que já conheci. Com um menu de crêpes muito satisfatório e a preço justo, escolhemos os tradicionais queijo e presunto como principal e nutella como sobremesa, nada excepcional, mas suficiente. Para acompanhar, sidra geladinha. Perfeito! (e como já tinha dito aqui, esse menu é mega tradicional por lá!).

Para coroar nossa visita, fechamos com a Sacre Coeur, uma das igrejas mais bonitas e famosas de Paris. Como todo Montmarte, a igreja também ficou ainda mais popular depois do filme Amélie Poulain (um dos meus preferidos!), filmado no bairro. Impossível não recordar da clássica cena das pistas deixadas por Amélie nas escadas da igreja, perseguidas por seu amado, Nino. Emocionante!

A Igreja por si só é um espetáculo de linda, tanto por dentro, quanto for fora. Além disso, fornece uma das vistas mais incríveis de Paris e é impossível não tirar uma, duas, milhares de fotos. Aproveite e prepare-se para descida: é hora de retornar às avenidas principais de Montmartre.


Aos pés da igreja, Montmartre acontece. As movimentadas ruas transversais ao Boulevard de Clichy, um dos principais do bairro, são repletas de lojinhas, cafés e souvenirs com os melhores preços e variedade que você vai encontrar em Paris. Fuja das tentações da Rue de Rivoli: Montmartre é O lugar para encontrar aquela lembrancinha especial para alguém.

Além disso, chegando ao Boulevard, você vai encontrar a avenida mais repleta de sex shops de toda França, afinal, bem no início dessa rua, no número 82, encontra-se o mais famoso e popular cabaret francês: Moulin Rouge, eternizado pelo filme homônimo. Aproveite a caminhada para subir pela Rue Lepic até se deparar com o Café des Deux Moulins, onde Amélie Poulain trabalhava durante o filme: peça o famoso crème brulée de Amélie e sinta-se como parte do longa.

Aos pés da Sacre Coeur, o tradicional carrossel francês.

Para fechar, retorne pela Rue des Abbesses até a mesma estação em que você chegou, aproveitando para conhecer todas as lojinhas e cafés que preenchem essa rua e caracterizam Montmartre como um dos lugares mais encantadores de Paris. À bientôt! 


You May Also Like

0 Opiniões sobre