Santiago: Hotéis

by - quinta-feira, setembro 15, 2016

Continuando os posts sobre Santiago, não poderia deixar de falar dos hotéis que me acolheram tão bem durante os dias em que passei no Chile. Felizmente, só tive experiências bacanas e não me arrependo de absolutamente nenhuma reserva. Bom dizer isso, não é?

E o melhor: toda essa hospedagem por um precinho bacana, que não pesa no orçamento e ainda libera alguns pesos para os vinhos que vieram na mala. Quer descobrir onde se hospedar? Então vem comigo:



Foi uma alegria tamanha encontrar esse flat bem no centro de Santiago. A poucos metros do metrô e dos principais pontos do centro histórico da cidade, o "Santiago Neighborhood" fica bem ao lado dos supermercados Ekono e Santa Isabel, o que facilita o improviso do café da manhã.
Além disso, ele é super equipado e moderno: conta com microondas, fogão e fornos novos, além de frigobar e utensílios de cozinha. Você não precisa se preocupar com absolutamente nada! Precisa de abridor pro vinho? Tem lá. Toalha extra? Tem também.
Tudo pensado e cuidado com o maior carinho pelo proprietário, que nos recebeu com muita atenção e foi muito solícito às dúvidas via whatsapp.

O apartamento é extremamente confortável e limpo, perfeito para duas pessoas. Com sala de estar, cozinha americana, um quarto e um banheiro, dispõe ainda de uma vista privilegiada de Santiago. Ah! E o prédio tem serviço de portaria 24h (com porteiros muito simpáticos!), piscina, lounge e academia (sim!!!). Ideal para quem pretende ficar mais do que quatro dias na cidade.

+ informações e reservas aqui 

Chegando em Viña del Mar, pudemos ir caminhando até o La Blanca Hotel, que fica bem perto da rodoviária da cidade. Aliás, o hotel fica perto de tudo: de lá, pode-se visitar a Quinta Vergara ou então dar uma caminhada até a praia, ir ao centro gastronômico ou então pegar o metrô para Valparaíso. Tudo assim, a apenas uma leve caminhada de você.
Além disso, o hotel por si só é um charme, e foi uma agradável surpresa descobrir que a propriedade pertencia, originalmente, à filha do fundador de Viña. Isso explica os traços delicados e românticos da arquitetura, que é uma lindeza só.

Além disso, os quartos são extremamente confortáveis (embora diferentes) e o atendimento dos recepcionistas é absolutamente gentil e dedicado, sempre atentos à tirarem dúvidas e indicarem sugestões. Importante frisar, no entanto, que os quartos não contam com frigobar, mas o café da manhã é excelente e, além de contar com serviço de quarto, o hotel dispõe de um pequeno bar com café, água e suco à vontade durante todo o dia.

+ informações e reservas aqui
Para fechar nossa viagem, passamos apenas uma noite no hotel Ibis, localizado bem ao lado da estação rodoviária da cidade (o que foi muito oportuno quando chegamos de Viña del Mar).
Além da localização estratégica, o hotel dispõe do padrão de hospedagem da rede, que preza pelo conforto e praticidade: quartos simples, pouco decorados, mas extremamente confortáveis e com tudo aquilo que você precisa para uma boa noite de sono. Como de costume, no entanto, nada de frigobar.

Infelizmente, não tivemos tempo de conhecer o café da manhã do hotel, mas, baseada na minha experiência em Paris, recomendo. O Ibis é sempre uma boa opção para viagens curtas ou então para quem prefere uma experiência mais básica de hotel.

+ informações e reservas aqui



Ah! E importante lembrar que ar condicionado no Chile não é uma realidade, ok? Mas não se preocupem: durante a noite, você nem vai sentir falta mesmo...

Dez dias, três hospedagens e zero problemas!
Sigo atenta às dúvidas e comentários de vocês.

Um beijo, Jú.

You May Also Like

0 Opiniões sobre