Parque Güell, a preciosidade de Barcelona

by - segunda-feira, junho 25, 2018


Se pudéssemos definir Barcelona em poucas palavras, além de futebol, praia e sangria, é impossível não falar de Antoni Gaudí. O arquiteto catalão fez história não só na cidade, como no mundo, com seu estilo único e característico. Espalhadas pela cidade, são muitas as verdadeiras obras de arte que Gaudí deixou. E entre elas, destaca-se, de forma incomparável, o Parque Güell.


Mas o que pouca gente sabe é que o Parque Güell não foi projetado exatamente para ser um parque, mas sim um condomínio. Sim, um condomínio de casas, no alto de Barcelona, para a grande burguesia catalã - sonho frustado pela "distância do centro da cidade", entre outros motivos. Fruto da amizade de Gaudí com o empresário Eusébio Güell, o espaço foi vendido para a prefeitura depois da morte desse último, e, então, foi transformado em um parque.


Manteve-se a casa de Gaudí (hoje um museu, com entrada à parte) e a casa de Güell foi transformada em uma escola. Além disso, também mantiveram as casas da administração e do caseiro, hoje entrada principal do parque. Em frente a ela, a escadaria principal.

O mais bacana do parque é que ele segue um fluxo lógico. Não importa a entrada em que você chegar (são várias), sempre poderá seguir pelo sentido correto e conhecer tudo (até porque ele não é muito grande).

Mas, atenção! É quase impossível chegar lá e conseguir ingressos para o mesmo horário (pode ser que você consiga só pra 6h depois!), por isso é importante comprar antecipadamente online! 😉

Agende um horário cedo, aproveite e tire muitas fotos (a vista é de babar!). Tenho certeza que não vai se arrepender ❤

You May Also Like

0 Opiniões sobre